Danielaspielmannclaupomp

Saxofonista Daniela Spielmann lança o primeiro álbum autoral em 20 anos de carreira fonográfica

Quando lançou em 2001 o primeiro álbum solo, Brazilian breathe, a saxofonista e compositora carioca Daniela Spielmann incluiu somente duas músicas de lavra própria, Raxin e Seu Silva, no repertório. Ambas reaparecem, após 17 anos, no segundo álbum solo da artista, Afinidades, o primeiro de repertório inteiramente autoral.

Em disco pautado pela afetividade, Spielmann reúne o quarteto da instrumentista – formado por Domingos Teixeira (no violão e na guitarra), Rodrigo Villa (no contrabaixo) e Xande Figueiredo (na bateria), além da saxofonista – para tocar composições como Amigos eternosLobo GuaráPro Digão e Xan Xan.

Esse repertório abarca ritmos como baião, ijexá, maracatu e samba-choro, tocados com a influência do jazz pelo quarteto reunido originalmente por Spielmann nos shows de lançamento do álbum Brazilian breathe. Além de assinar todas as 13 composições e os respectivos arranjos de Afinidades, Spielman toca flauta, além dos saxofones soprano e tenor. O álbum Afinidades foi gravado com os toques adicionais de músicos como Alexandre Romanazzi (flauta). Anat Cohen (clarinete), Beto Cazes (percussão), Dudu Maia (bandolim), IdrissBoudrioua (sax alto), Sheila Zagury (piano) e Silvério Pontes (trompete e flugelhorn).

Saxofonista que ganhou projeção além do circuito da música instrumental por integrar a banda do programa Altas horas, exibido pela TV Globo nas noites de sábado, Daniela Spielmann celebra 20 anos de carreira fonográfica com o álbum Afinidades, já que debutou no disco como integrante do grupo de choro Rabo de Lagartixa, cujo primeiro álbum, Quebra-queixo, foi lançado em 1998.

fonte: vagalume

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *